quarta-feira, 26 de julho de 2017

FEITO HISTÓRICO: DUAS MÚSICAS LATINAS SÃO HOJE AS MAIS OUVIDAS EM TODO O MUNDO


“Despacito”, de Luis Fonsi e Daddy Yankee, e “Mi Gente”, de J Balvin, lideram o Top 50 Global do Spotify, em primeiro e segundo lugares



Pela primeira vez na história, duas músicas latinas lideram a parada Global do Spotify. O megassucesso “Despacito”, de Luis Fonsi, e “Mi Gente”, de J Balvin, são hoje as músicas mais ouvidas no serviço de streaming.

A composição de Fonsi já bateu diversos recordes e a música continua forte, sem mostrar sinais de que deixará o primeiro lugar em breve. Lançada em janeiro, “Despacito” já possui mais de 1.3 bilhões de plays nas versões originais e remix (com participação de Justin Bieber) e o vídeo está chegando aos 3 bilhões de visualizações. 


Veja: 

O sucesso do “rei do reggaeton” J Balvin também não é novidade. Ele vem conquistando o mundo com o som colombiano e possui grandes sucessos na manga, dentre eles a música “Safari”, com parceria de Pharrell Williams, e “Ginza”, cujo a versão com a brasileira Anitta tem mais de 40 milhões de visualizações no YouTube.
O novo hit é a animada “Mi Gente”, que está tomando conta das redes sociais e chegou ao 2º lugar da parada Global do Spotify em apenas três semanas, além de se tornar a música com a melhor ascensão da Billboard Hot 100. No Brasil, ela aparece no Top 20 da parada nacional do Spotify. O vídeo já foi visto por mais de 200 milhões de pessoas e já é um dos 5 maiores lançamentos do ano no YouTube.

Assista

O sucesso é tão grande que a rede social Snapchat criou um filtro especial inspirado no colorido do vídeo clipe, que permite que os usuários façam vídeos ao som de Balvin.
A influente rádio norte-americana Z100 declarou sua obsessão pela música e alguns dos DJs mais importantes da atualidade, como Hadwell e Alesso, já começaram a lançar seus próprios remixes.

“Despacito” vira tema político na Venezuela
A música apareceu ontem nos noticiários internacionais por conta do uso indevido de Nicolás Madure em sua campanha política, o que deixou os compositores Luis Fonsi e Daddy Yankee descontentes. Fonsi recorreu as redes sociais para dar um posicionamento: “Em nenhum momento fui consultado e não autorizei o uso e mudança na letra de “Despacito” para fins políticos, muito menos em meio a situação deplorável que vive um dos países ao qual quero tanto bem como a #Venezuela. Minha música é para todos que querem escuta-la, não para ser usada como propaganda para manipular a vontade de um povo que grita por liberdade e por um futuro melhor”, escreveu.

Ouça e baixe “Despacito”:  https://umusicbrazil.lnk.to/Despacito
Ouça e baixe “Mi Gente”: https://umusicbrazil.lnk.to/MiGente